agende sua consulta
telefone
11 3266-2418
11 3266-2112
whatsapp
11 98752-2272

Cirurgia Plástica & Transplante Capilar | Dr. Fabrício Ribeiro

AGENDE SUA CONSULTA
11 3266-2418
11 3266-2112
Whatsapp11 98752-2272
Assista a entrevista com Dr Fabrício no Jornal da Record !

Assista a entrevista com Dr Fabrício no Jornal da Record !

Agende sua consulta



Classificação da Ginecomastia

Embora a ginecomastia seja uma situação benigna, o fato do homem apresentar aumento das mamas pode causar um desastre do ponto de vista psicológico e na auto estima , fazendo com que o mesmo se prive muitas vezes de situações de laser,  como ir a piscina ou praia, ou qualquer ocasião que comumente se retire a camiseta.

Qual a causa da ginecomastia?

A principal causa de ginecomastia é de origem fisiológica, ou seja, um desequilíbrio hormonal pode provocar o aumento da glândula mamária. A ginecomastia de origem fisiológica pode aparecer em três momentos da vida:

  1. Ao nascimento: Durante a gestação ocorre passagem de hormônio feminino pelo cordão umbilical, o que estimula o desenvolvimento da glândula mamária. Após o nascimento, a glândula volta a regredir pois não há mais estímulo hormonal.
  2. Puberdade: Nesta fase, ocorre a produção de hormônios sexuais, podendo estimular o crescimento das glândulas mamárias.
  3. Andropausa: Com o envelhecimento ocorre a diminuição da produção de hormônios e ainda aumento da gordura localizada, o que pode favorecer o crescimento da mama.

Nas situações de ginecomastia fisiológica deve se aguardar seis meses após o diagnóstico e  observar se há redução espontânea da glândula. Nesses casos, na maioria das vezes a glândula mamária regride espontaneamente, e portanto, a cirurgia está indicado apenas se não houver regressão espontânea em seis meses.

Outra causa comum de ginecomastia é o uso de medicamentos. Existem vários medicamentos que podem causar o aumento da glândula mamária, desde a finasterida muito utilizada para o tratamento da calvície, até medicamentos como captopril e a metildopa utilizados para tratar a hipertensão arterial. No entanto, a medicação que mais frequentemente causa ginecomastia são os esteróides anabolizantes.

Ainda existem vários outras causas de ginecomastia que devem ser sempre avaliadas pelo médico, como doenças do fígado , rins, problemas na tireóide e até tumores de testículos.

O diagnóstico da ginecomastia é feito através da entrevista médica e exame físico e pode ser confirmado através de exames de imagem como o ultrasom e mamografia.

Ginecomastia: como funciona a cirurgia

A cirurgia é realizada sob anestesia local e sedação, peridural ou geral e o período de internação  é de 12 a 24 horas.

A incisão para retirada da glândula é realizada ao redor da aréola. Nos casos em que há acúmulo de gordura  é associado um lipoaspiração do tórax. A cirurgia tem duração média de duas horas.

No pós operatório é recomendado o uso de uma faixa torácica por um período de 4 semanas . Deve –se evitar praticar exercícios por duas semanas . E ainda, deve –se evitar exposição solar até que desapareçam as manchas roxas.

As principais complicações da cirurgia para tratamento da ginecomastia incluem: hematoma pós operatório e hipersensibilidade da aréola.

Ficou com dúvidas sobre Ginecomastia? Confira os posts abaixo no Blog do Dr. Fabrício Ribeiro:



WhatsApp Chame no WhatsApp!